7 de out de 2011

Decoração: Cadeira Barcelona

A famosa poltrona Barcelona foi originalmente concebida para servir de trono Rei Alfonso XIII e sua esposa Ena, durante a Exposição Mundial de 1929 no Pavilhão Alemão na Espanha.Ao contrário do que muitos pensam, não somente o arquiteto e diretor da Escola Bauhaus, Mies Van der Rohe que projetou essa poltrona, sua sócia Lilly Reich também teve importante participação no projeto. Lilly Reich era designer de interiores responsável pela concepção e organização de muitas das exposições internacionais da época. Nasceu em Berlim e começou sua carreira como designer de produtos têxteis e roupas femininas. Essa experiência foi a formação para ela, dando-lhe um interesse especial em contraste de texturas e materiais, e habilidades específicas no que diz respeito ao uso de tecidos em peças de mobiliário.
A “Poltrona Barcelona“ foi projetada em 1929 para o pavilhão alemão da Mostra Internacional de Barcelona, Espanha.
O pavilhão apresentava uma característica peculiar, que o tornava diverso dos demais: o próprio pavilhão era a mostra. Elegante, espalhado, consistia de mármore italiano, vidro cinzento, colunas em mármore verde-escuro, cujo único produto eram as “Cadeiras de Barcelona” e os “Sofás de Barcelona”, estofadas em couro branco, e as “Mesas de Barcelona”. Os sofás e as mesas utilizavam uma estrutura em forma de “x”, similar a das cadeiras.
Mies van der Rohe foi o projetista do prédio e da mobília, e ambos foram considerados como marcos do design, e a grande realização da carreira européia de van der Rohe.
É difícil imaginar que uma peça tão moderna e clássica tenha sido concebida há mais de 70 anos. O móvel é uma sinfonia de proporções meticulosas, baseadas na simples figura de um quadrado. Sua altura é igual ao seu comprimento, que por sua vez é igual à profundidade, cabendo perfeitamente em um cubo. Os assentos de couro e as almofadas são retângulos, fixados numa estrutura em aço. A construção em “X” das pernas forma uma moldura elegante e uma marca registrada duradoura até hoje.

A poltrona original apresentada por Mies Van, tinha parafusos e estofado pouco confortável (na época o Designer não contava com todos os recursos de materiais que temos hoje). Em 1950 ela tem o seu aspecto atual com a estrutura de metal sem emendas. A poltrona Barcelona foi fabricado nos Estados Unidos, Espanha e Alemanha, entre 1930 e 1950. Após a morte de Lily Reich, van der Rohe cedeu seus direitos a Knoll.
Uma peça como esssa na Knoll, custa em média 7.200 libras (cerca de R$ 19.000,00). No Brasil, não temos um registro industrial. Por isso, precisamos tomar muito cuidado ao comprar uma réplica de baixa qualidade. Buscando na Internet, vi várias lojas que comercializam essa peça. O preço varia de R$ 700,00 a R$ 3.500,00 mas pelas fotos apresentadas, percebemos que a qualidade da peça deixa a desejar. Apenas para ilustrar, salvei algumas fotos para demosntrar a importância de analisar o acabamento antes de comprar em uma loja apenas pelo nome.