8 de set de 2011

Arquiteturas do Mundo: Taj Mahal, Índia


O Taj Mahal é um mausoléu situado em Agra, uma cidade da Índia e o mais conhecido dos monumentos do país. Encontra-se classificado pela UNESCO como Património da Humanidade. Foi recentemente anunciado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno em uma celebração em Lisboa no dia 7 de Julho de 2007.
A obra foi feita entre 1630 e 1652 com a força de cerca de 20 mil homens, trazidos de várias cidades do Oriente, para trabalhar no sumptuoso monumento de mármore branco que o imperador Shah Jahan mandou construir em memória de sua esposa favorita, Aryumand Banu Begam, a quem chamava de Mumtaz Mahal ("A jóia do palácio"). Ela morreu após dar à luz o 14º filho, tendo o Taj Mahal sido construído sobre seu túmulo, junto ao rio Yamuna.
Assim, o Taj Mahal é também conhecido como a maior prova de amor do mundo, contendo inscrições retiradas do Corão. É incrustado com pedras semipreciosas, tais como o lápis-lazúli entre outras. A sua cúpula é costurada com fios de ouro. O edifício é flanqueado por duas mesquitas e cercado por quatro minaretes.

 


Supõe-se que o imperador pretendesse fazer para ele próprio uma réplica do Taj Mahal original na outra margem do rio, em mármore preto, mas acabou deposto antes do início das obras por um de seus filhos.
O Taj Mahal é considerado pela UNESCO como Património da Humanidade. Foi recentemente anunciado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo Moderno e durante séculos inspirou poetas, pintores e músicos que tentaram capturar a sua magia em palavras, cores e música. É um mausoléu em mármore branco, situado em Agra (Índia), feito entre os anos 1630 e 1652. É incrustado com pedras semipreciosas (jade, cristal, turquesa, lápis lazulis, ágatas, safiras, ametistas, corais, quartzo e ambar), e a sua cúpula (coroa) costurada com fios de ouro. O edifício é flanqueado por duas mesquitas e cercado por quatro minaretes (cúpulas menores).



O monumento é uma celebração do amor do imperador Shah Jahan, que o mandou construir em memória de sua esposa favorita Aryumand Banu Begam, que morreu ao dar à luz ao seu 14º filho. O mausoléu é sobre seu túmulo (junto ao rio Yamuna).
O Taj Mahal incorpora e amplia as tradições do Islão, Pérsia, Índia e da arquitetura mogol antiga. No centro, os amplos jardins divididos em quadrados, organizam-se mediante a cruz formada pelos canais. A superfície da água reflete os edifícios, produzindo um efeito adicional a simetria existente. Por dentro, o mausoléu é impressionante. Na penumbra, a câmara mortuária está rodeada por finas paredes de mármore incrustado com pedras preciosas que forma uma cortina de milhares de cores. A sonoridade do interior, amplo e elevado é triste e misterioso, como um eco que soa e ressoa sem nunca se deter.

Após quase quatro séculos, é o monumento mais visitado da Índia, com a sua aura romântica, o Taj Mahal, será para todo o sempre uma ode ao amor.