3 de out de 2011

Arquiteturas do Aço: O Aço na Paisagem Urbana!

Torre Eiffel - Paris
Um material de natureza versátil, prático, maleável e resistente que consolidou o chamado mundo moderno: assim é o aço que surge junto à segunda fase da Revolução Industrial, trazendo mudanças significativas para a paisagem urbana e infraestutura das metrópoles. A partir do século XIX, o mundo pode inserir, em arga escala, as estruturas metálicas e o conceito de construção que alinhou definitivamente rapidez e expressão cultural.
Na época, houve uma demanda por sofisticação diretamente relacionada ao desenvolvimento dos pólos industriais e, consequentemente, da vida que crescia em torno dessa nova configuração. Isso exigiu a elaboração de equipamentos públicos relacionados a serviços, comércio, lazer, transporte e mobiliários urbanos que os complementassem. Para atender as necessidades com a rapidez requerida, o aço tornou-se material indispensável nas obras urbanas e permanece sendo sinônimo de praticidade para profissionais desenvolverem seus projetos. Incorporado aos grandes centros graças a essa agilidade, hoje o material compõe a identidade visual e plástica das cidades e transforma o espaço urbano.
 **********

Exemplo Brasileiro de Aplicação
Unidade Visual
Estação de transferência de ônibus – São Paulo/SP
Transparência, modularidade e design contemporâneo: estamos falando das estruturas paralelas em pórticos longitudinais, feitas com vigas em aço de 22 cm de altura e com extremidades compostas por duas curvas que deram destaque especial àquilo que seria uma simples estação de transferência de ônibus. Em São Paulo, desde 2004, os cidadãos contam com mais um equipamento urbano que cumpre a função de prestar serviço aos usuários de ônibus com praticidade e segurança. Projetadas pelos arquitetos Marcelo Barbosa e Jupira Corbucci, as estruturas das estações de transferênciasão vencedoras do concurso promovido pela Prefeitura de São Paulo para o  sistema integrado de transporte público. O projeto oferece estrutura mínima para não obstruir a visão de um lado para o outro e atende as especificações de modulação das estações que deveria obedecer a um módulo mínimo de 8 m, repetindo-se para as estações de 16 m e 40 m. A estrutura em aço foi pensada para a produção em série dos elementos complexos do projeto. As curvas são idênticas para qualquer tamanho de estação, a vedação superior é constituídade chapa metálica nervurada com pintura de base cerâmica para a proteção térmica e os forros são em chapa perfurada, modular, formando um isolante acústico.